“Vai pro inferno”, diz juiz a advogado em audiência

Debate sobre possível acordo em processo trabalhista acaba em discussão. Ação foi arquivada.

O fato ocorreu entre o advogado e o juiz da 12ª vara do Trabalho de Vitória (ES), José Roberto Ferreira de Almada. Ambos tratavam de possível acordo trabalhista que acabou em bate boca e arquivamento do processo, o que causou indignação no advogado.

 “Vai pro inferno!”, disse o juiz.

O advogado contou que, no último dia 16, após proposta de acordo no valor de pouco mais de R$ 5 mil reais, o juiz, notando que a autora teria trabalhado por apenas um mês, insinuou que o valor era muito alto. “Eu não estou entendendo de onde vocês estão tirando R$ 5 mil de acordo. O que está acontecendo nesse processo? Eu estou estranhando, hein.”

O valor do acordo gerou discussão e o magistrado em seguida afirmou que iria arquivar o feito.

O advogado se mostrou indignado. “Está certo, então a gente anula o processo”, disse ironicamente. Ao que o juiz respondeu: “Ah, vai anular onde o doutor quiser, vai pro inferno.”

Denúncia à corregedoria

O advogado apresentou denúncia ao juiz corregedor do TRT da 17ª região afirmando que teve suas prerrogativas violadas na audiência, que o juiz fere o decoro injuriando-o. Requereu, assim, abertura de processo administrativo disciplinar.

Processo: 0000345-96.2021.5.17.0012

Por: InfoJudiciário

Redacao InfoJudiciario

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Governo admite buscar medidas para segurar reajustes da luz em ano eleitoral

sex ago 20 , 2021
Nota foi publicada após a Agência Nacional de Energia Elétrica indicar que as tarifas de energia podem subir, em média, 16,68% em 2022 O Ministério de Minas e Energia (MME) admitiu nesta quinta-feira, 19, que busca “soluções” para “amenizar” os reajustes nas contas de luz em 2022, quando o presidente […]

Rolagem de notícias